Logotipo memória
Item de menu Linha do tempo
Item de menu Processos Históricos
Item de menu História Oral /></a></div><div class=Item de menu Galerias
Item de menu 25 Anos de Inovação
Eli Goraieb
Desembargador Federal Eli Goraieb

Natural de Porto Velho, Rondônia, Eli Goraieb nasceu no dia 12 de março de 1932. Foi o terceiro juiz federal do Brasil e o primeiro Presidente do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (gestão 1989-1991). Foi casado com a também desembargadora federal Silvia Goraieb.

Cursou a Faculdade de Direito Cândido Mendes, no Rio de Janeiro, entre 1953 e 1958. Formado, retornou à sua terra natal, onde exerceu advocacia (1958-1961) e atuou como delegado de Polícia (até 1963). Após, passou a exercer o cargo de promotor público do então Território Federal de Rondônia.

Mediante decreto presidencial (DOU, Seção 2, 14/03/1967),  foi nomeado para o cargo de juiz federal substituto junto à Seção Judiciária de Rondônia. Em 1971, passou da Seção Judiciária rondoniense para a do então estado da Guanabara, e daquela para a do Rio Grande do Sul, no ano de 1973. Em outubro de 1974 regressou ao Rio de Janeiro. Fixou residência em Porto Alegre a partir de janeiro de 1976, oportunidade em que assumiu a titularidade da 4ª Vara Federal.

Exerceu por diversas vezes a Direção do Foro nas Seções Judiciárias de Rondônia, do Rio de Janeiro e do Rio Grande do Sul. Ainda, integrou os Tribunais Regionais Eleitorais dos mesmos estados.

Enquanto diretor do Foro da Seção Judiciária do Rio Grande do Sul, foi designado a presidir comissão encarregada de dar vida ao Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), o qual teria jurisdição sobre as seccionais dos estados do Rio Grande do Sul, de Santa Catarina e do Paraná.

Em 1989 foi promovido (DOU, Seção 2, de 27/03/1989), integrando, com outros 13 juízes federais, a composição original do TRF4. A posse dos novos magistrados ocorreu na mesma data em que foi instalada a nova Corte de Justiça, 30 de março de 1989.

Aposentou-se em 27 de fevereiro de 1992, e faleceu em 04 de fevereiro de 2007, aos 74 anos de idade. Hoje, empresta seu nome ao prédio-sede do Tribunal Regional Federal da 4ª Região.