Logotipo memória
Item de menu Linha do tempo
Item de menu Processos Históricos
Item de menu História Oral /></a></div><div class=Item de menu Galerias
Item de menu 25 Anos de Inovação
Néfi Cordeiro
Desembargador Federal Néfi Cordeiro

Nascido na capital paranaense em 18 de outubro de 1963, Néfi Cordeiro concluiu o Curso de Formação de Oficiais, pela Academia Policial Militar do Guatupê, em Curitiba (PR), em dezembro de 1983. Graduou-se na Faculdade de Direito de Curitiba (FDC), em 1988, e em Engenharia Civil, pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCRPR), em 1998. Obteve os títulos de mestre e doutor em Direito, ambos pela Universidade Federal do Paraná (UFPR), em 1995 e 2000, respectivamente.

Cordeiro desempenhou as funções de promotor de Justiça entre 1989 e 1990, após ser aprovado, em primeiro lugar, em concurso promovido pelo Ministério Público do Estado do Paraná (MPPR). Classificado em terceiro lugar em novo certame, atuou como juiz de Direito do mesmo estado, entre 1990 e 1992. Em dezembro de 1992, após obter a primeira colocação no processo seletivo para juiz federal substituto da 4ª Região, assumiu o cargo na 10ª Vara Federal de Curitiba, em vaga decorrente da promoção do juiz Dirceu de Almeida Soares. Foi vice-diretor e diretor do Foro da Seção Judiciária paranaense (SJPR).

Em 13 de maio de 2002, promovido por merecimento, Néfi Cordeiro tomou posse como desembargador federal no TRF4, em vaga aberta com a aposentadoria da desembargadora federal Luiza Dias Cassales. No tribunal, dentre outras funções, coordenou o Planejamento Estratégico, o Sistema de Conciliação (SISTCON) e o processo eletrônico (EPROC); foi coordenador-executivo do Comitê da Qualidade; conselheiro da Escola da Magistratura (EMAGIS); e integrou o Conselho de Administração e a Comissão Examinadora do XII Concurso Público para Provimento de Cargo de Juiz Federal Substituto da 4ª Região. Em 2007 substituiu o desembargador Edgard Antonio Lippmann Junior no cargo de coordenador dos Juizados Especiais Federais (COJEF), permanecendo à frente do cargo no biênio 2007-2009. Nos dois anos seguintes, foi membro titular do Conselho de Administração do TRF4.

No dia 24 de março de 2015 foi nomeado como ministro do Superior Tribunal de Justiça em vaga, destinada a desembargadores dos TRFs, decorrente da aposentadoria do ministro Castro Meira.